quarta-feira, 10 de setembro de 2008

É hora de aprender a Dançar


É momento de tomar decisões, abrir mão de certas coisas em busca de um futuro melhor. É hora de criar coragem para ser diferente e viver por um ideal. É preciso sair do poço de mediocridade, acreditar na voz da consciência. Deixar de lados os medos, ou melhor, encará-los de frente e vencê-los. Somos maiores do que as coisas que podem nos acontecer.

A busca por um mundo melhor começa numa mudança de disposição mental. A gente decide ser diferente e ser autêntico, seguindo a voz da consciência, deixando para trás as inseguranças e caminhando à procura de dias melhores.

As incertezas! Ah! Elas me fazem esperar...
Elas são a melhor coisa da vida. Elas abrem espaço para as surpresas, para os eventos inesperados, onde somos convidados a dançar conforme a música. Ah! A música... Essa linguagem universal que comunica a esperança sem dizer uma só palavra.

É! Preciso mergulhar no meu interior. Ouvir a voz da minha consciência e parar de ir contra ela. Chega! É hora de ser eu mesmo, é hora de acreditar em mim, seguir meus sonhos e deixar de ser medroso.

A vida é uma bela mulher me convidando a dançar.

Mas eu não sei dançar!..
Deixa pra lá!
É hora de aprender a dançar!

Luiz Antonio, 11:24,
Apucarana, 05/09/2008.

4 comentários:

Felipe Fanuel disse...

Caro Luiz Antonio,

Interessante este seu espaço de idéias! (((Senti um ar pessoano)))

Gostei do que li aqui. Encontrei-o por recomendação do Roger. (Teologia Livre)

Compor melodias artísticas através das letras é um dom para poucos.

Coragem, rapaz!

Um abraço.

RNB disse...

Olá Luiz Antônio,
também cheguei aqui pela recomendação do Roger.
Seu post me fez lembrar do que, para mim, é uma das mais belas cenas do cinema: o personagem de Al Paccino, cego, em vias de suicidar-se, a certa altura da filme dança um tango com uma jovem linda. O filme é "Perfume de mulher", de 1992, com Chris O'Donnel bem novinho. Você já viu?
Um abraço.
Raquel

Silvião e o pé de feijão disse...

Apenas coloque um pé na frente do outro, permita que a musica invada seus sentimentos, sorria e siga sempre ao ritmo do que o alegra. Dançar. Dance. Deixe apenas que a fantasia o envolva e o empurre contra o corpo de mulher. Dance, sem saber dançar! Seu texto é sublime. PAZ!

May Hubner disse...

"É hora de ser eu mesmo, é hora de acreditar em mim, seguir meu sonhos e deixar de ser medroso."
é isso aih meu grande amigo Luiz Antônio, é hora de aprender a dançar. Amei!