sábado, 10 de novembro de 2007

A Outra Face

A dor que invade o meu coração
é um sinal de que a angústia ainda não se foi.
Fantasmas que aumentam minha solidão
e protagonizam noites de terror.

Abro o porão da minha alma
e sinto pavor pelo que encontro ali.
Vejo ali frustrações, angústias e traumas,
sonhos desfeitos e oportunidades que perdi.

Inevitavelmente me encontro com a outra face,
um outro eu que me deixa perdido.
Não consigo ver qual é de fato minha imagem,
acuado choro sem encontrar o sentido.

Percebo que não sei quem realmente sou,
que ainda não consegui me encontrar.
Um homem, duas essências, o pudor,
falsa moral que corrompe e gera ilusão no olhar.

Um comentário:

Karina disse...

HA MSKAS Q NOS FASEM LEMBRAR D COISAS BOAS MARAVILHOSAS E ESSA MUSIKA É UMA DELAS